01 novembro 2005


Jardim Hojo. Note-se aqui que, ao jardim seco, se acrescenta uma "paisagem emprestada": as pedras e árvores que se vêem ao fundo do jardim remetem o olhar par as montanhas circundantes. Essa paisagem é, assim, "emprestada" ao jardim.
Note-se que, na perspectiva desta foto, não estamos a ver o que veria o abade desta comunidade. Sendo assim, esta visão é uma visão imprópria deste jardim. Pode haver, de um jardim, visões impróprias?
Não se caminha sobre este jardim, não é essa a forma de o ver ou de ter em mente. Nem sempre, no entanto, um jardim destes tem apenas um ponto de observação (pode ter vários).